Domingo IV do Tempo Comum - 03-02-2013

05-02-2013 15:02

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz

 

Onde há ódio, que eu leve o Amor;

Onde há ofensa, que eu leve o Perdão;

Onde há discórdia, que eu leve a União;

Onde há dúvida, que eu leve a Fé.

 

Onde há erro, que eu leve a Verdade;

Onde há desespero, que eu leve a Esperança;

Onde há tristeza, que eu leve a Alegria;

Onde há trevas, que eu leve a Luz.

 

Oh Mestre, fazei que eu procure menos

Ser consulado de que consolar;

Ser compreendido do que compreender;

Ser amado do que amar.

 

Porque é dando que se recebe;

É perdoando que se é perdoado;

É morrendo que se ressuscita

Para a Vida Eterna.