Domingo XVI do Tempo Comum 21-07-2013

22-07-2013 15:18

QUEM SOU? MARTA OU MARIA?

Sou Marta quando me preocupo com o imediato,

Tu és Maria quando me fazes ver a profundidade das coisas.

Sou Marta quando exijo que caminhes ao meu ritmo,

Tu és Maria quando me convidas a descansar no caminho.

Sou Marta quando penso que no “fazer” está tudo,

Tu és Maria quando me fazes descobrir o valor do silêncio.

Sou Marta quando esqueço que tenho coração e alma,

Tu és Maria quando me fazes descobrir a vida interior que levo dentro de mim.

Sou Marta quando me desgasto sem saber muito bem porquê nem quando,

Tu és Maria quando me ensinas a guardar energias para o Alto.

Sou Marta quando vivo sem travão nem medida,

Tu és Maria quando me convidas à paz e ao sossego.

Sou Marta quando digo que creio em Jesus e não O escuto,

Tu és Maria quando me convidas a escutar para saber se creio verdadeiramente.

Sou Marta quando vivo perdido nas aparências,

Tu és Maria quando me fazes buscar o transcendente.

Sou Marta quando as coisas exteriores me enchem de ansiedade,

Tu és Maria quando me recordas que no interior está a felicidade.

Sou Marta quando penso que a fortaleza está no que faço,

Tu és Maria quando me recordas que Deus é o inspirador de tudo.

Sou Marta quando coloco todo o meu esforço nos meios e no meu trabalho,

Tu és Maria se me fazes ver que tudo isso é secundário face ao Mestre.

Sou Marta quando falo e canto, planifico e penso,

Tu és Maria se me chamas ao sossego que nos dá o Mistério.

Sou Marta quando me envolve o ruído do mundo

Tu és Maria se me convidas a afinar o ouvido para o Ser Divino.

Sou Marta quando fico stressado pelos problemas de cada dia,

Tu és Maria quando me ensinas que a fortaleza está em Deus e na sua Palavra.

Sou Marta quando ponho no centro todo o meu esforço,

Tu és Maria se me fazes ver a Deus em primeiro lugar.

Sou Marta se perco o controlo do que me empurra,

Tu és Maria se me conduzes a buscar o equilíbrio e a esperança.

Sou Marta quando penso que a velocidade está no triunfo,

Tu és Maria quando travas os meus caprichos e os meus impulsos.

Sou Marta quando busco e não alcanço, quando trabalho a tempo e fora de tempo,

quando ponho o acento nas coisas materiais.

Tu és Maria quando simplesmente me convidas a parar um pouco

e esse pouco, que é muito, é nem mais nem menos que JESUS.