Domingo XXIV Tempo Comum 15-09-2013

16-09-2013 10:28

Voltar cada dia

 

Voltar cada dia ao Teu regaço.

Partir e voltar, voltar e partir.

A nossa vida é um contínuo abandono da Tua casa

E da Tua companhia.

Tomamos a nossa parte e vamos,

Gastamos mal e em mil formas.

Desperdiçamos o tempo e a vida,

A inteligência, as forças e o dinheiro.

Gastamos mal o amor…

E não lavramos os teus campos

E não cultivamos a fazenda, a Tua e a nossa,

E passamos fome.

A fome traz-nos a Tua recordação.

Que vergonha que seja precisamente a fome, a solidão

E o dinheiro para voltar!

Estômago, coração e carteira…

Que vergonha que não sejas Tu!

Mas voltamos e damos-Te um abraço apertado.

E Tu estás contente, muito contente,

Mesmo sabendo que voltámos com fome.

E colocas música,

Preparas uma boa comida,

E a festa da família,

Eucaristia de retornos, abraços e aleluias.

Amanhã partiremos outra vez?

Tu nos abrirás de novo…

Ámen